Oulipo Avant la Lettre

José Daniel Rodrigues da Costa (1757-1832) foi um poeta coliponense contemporâneo (e rival) de Bocage. A sua obra é vasta, mas hoje vamos focar- -nos numa sua invenção que surge na terceira edição da obra Jogo dos Dotes para Recreio das Sociedades (1818). Trata-se, nas suas palavras, de “uma invenção para qualquer pessoa fazer sonetos, ainda que nunca fizesse versos; e isto com um dado só”. Raymond Queneau, quase 150 anos depois, produziu artefacto semelhante, bem mais difundido ? Cent mille milliards de poèmes (1961).


Para ver o artigo na íntegra, por favor efectue login.
Gazeta nº 194, pág. nº 3 | Categoria: Recreio | Palavras-Chave: José Daniel Rodrigues da Costa, jogo dos dotes, dado
Autor(es): Jorge Nuno Silva |