O Problema Isoperimétrico em ação

No épico Eneida do século I A.C. o poeta Virgílio conta-nos sobre a fundação de Cartago. Segundo a lenda, a rainha fenícia Elissa, que depois passa a chamar-se Dido, foge do seu irmão Pigmaleão, que havia mandado matar o seu marido por cobiça, embarcando num navio que a leva até ao norte de África. Lá chegada, Dido resolve ficar e formar a sua nova pátria negociando com o rei Jarbas a compra de terras. De acordo com o que ficou acertado, ela só poderia comprar a quantidade de terras que conseguisse cercar usando a pele de um único boi. A esperta Dido cortou e emendou várias tiras do couro formando um extenso cordame. Já que o seu interesse era o de cercar a maior extensão possível de terras, Dido ordenou que usassem o cordame cercando a colina de Birsa em forma de semicírculo. Com o tempo, a cidade expandiu-se, transformando-se em Cartago. As ruínas que restaram de Cartago estão localizadas atualmente nos arredores da cidade de Túnis, na Tunísia.


Para ver o artigo na íntegra, por favor efectue login.
Gazeta nº 189, pág. nº 36 | Categoria: Artigos | Palavras-Chave: geometria diferencial, equações diferenciais, triângulo, isoperimétricoo
Autor(es): José Luiz Pastore Mello |